Editorial | Igreja, Ministério e Missão - Revista Práxis Missional
Site da Revista Práxis Missional. Publicação da Faculdade Teológica Sul Americana.
práxis, práxis missional, revista cristã, teologia, educação, ftsa, missão, missão integral, faculdade teológica sul americana,
293
post-template-default,single,single-post,postid-293,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,columns-4,qode-theme-ver-14.4,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Editorial | Igreja, Ministério e Missão

Dar início a uma nova revista, a despeito de qual seja sua natureza, demanda antes de tudo uma reflexão a respeito de seu lugar e propósitos: por que iniciar um novo espaço para publicações (em nosso caso, na área de teologia/missiologia)? Que contributos especiais ele tem a trazer, a partir desse lugar no qual se coloca? Como se insere e se distingue no já saturado panorama editorial de revistas online de sua área específica? Todas estas são perguntas importantes e que devem ser respondidas a seu tempo. Nesse momento, porém, estamos mais interessados na pergunta: qual é a sua missão?

Assim definimos nossa missão: a Revista Práxis Missional visa contribuir com a prática cotidiana da missio Dei (missão de Deus) e dos múltiplos ministérios do povo de Deus, priorizando temas relacionados à Teologia Prática (em suas vertentes missional e pastoral), em sua vocação de construir pontes entre uma teologia bíblica e contextual, mais formalmente elaborada, e a prática missionária e ministerial da Igreja e dos cristãos. Prioriza ainda o diálogo com abordagens que reflitam de modo prático sobre problemáticas que envolvem a vida da igreja brasileira e latino-americana.

Em outras palavras, a missão da Práxis Missional é uma extensão da missão que a Faculdade Teológica Sul Americana (que a auspicia) vem realizando em seus quase 25 anos de história na educação teológica, na intenção de preparar vidas para servir o reino de Deus. O que queremos agora é tornar nossa identidade e práxis cada vez mais públicas – ou, pelo menos, expandir o alcance do que já temos feito e produzido – através da pesquisa e produção de nossos docentes e discentes, além de colaboradores de outras instituições, que estão convidados a submeter seus artigos dentro dos parâmetros que você encontrará em nossa página na guia ‘Enviar artigos’.

Nossa missão também define nosso foco, escopo de atuação, perfil teológico e o tipo de contribuições que estamos interessados em publicar aqui. Esse número inaugural, intitulado Igreja, Ministério e Missão, é, nesse sentido, emblemático. Retrata, de certo modo, um tripé que constitui não somente a ênfase dos cursos que têm sido ofertados pela FTSA, como também da pesquisa e produção de seus/suas docentes. Isso fica evidente já no artigo de abertura, escrito pelos membros do NDE (Núcleo Docente Estruturante) da faculdade, sobre a “Identidade Teológica da FTSA”. Nele, seus autores tratam das cinco características que compõem e denotam essa identidade, a saber: bíblica, missional, contextual, ministerial e transformadora. A FTSA quer, por meio dessa declaração, afirmar publicamente a identidade que vem sendo construída em sua história até aqui.

Os demais artigos não fogem à tônica. Jorge Henrique Barro fala sobre a “Igreja missional” e sua constante busca de envolvimento com a missão de Deus no mundo; ressalta, portanto, a identidade bíblica da Igreja de Cristo. Marcos Orison, por sua vez, lança seu olhar sobre o ministério de Jesus e os encontros (transculturais) que podemos perceber nos evangelhos; ressalta a habilidade de Jesus de quebrar muros e atravessar fronteiras. Vanessa Carvalho explora um problema prático que muitas pessoas enfrentam hoje e que, assim, precisa ser tratado com seriedade, e não diferente no ministério cristão: a síndrome de burnout e a depressão, através do caso de uma esposa de pastor. Jonathan Menezes finaliza o número com uma reflexão sobre vocação, missão e a busca por uma espiritualidade frágil num mundo (religioso) que valoriza tanto a pujança, a performance e as aparências. Como redescobrir nossa vocação original e humana no meio disso?

Esperamos que você leia, medite, seja edificado(a) pela nossa Práxis Missional, e compartilhe como e com quem você quiser e puder, para que esta reflexão chegue à vida da Igreja.

 

Jonathan Menezes
Editor-chefe

2 Comentários
  • Cicero Ramos.
    Postado em 17:43h, 20 junho

    Maravilhosa iniciativa sob os auspícios da FTSA. Acompanho essa instituição há anos e pretendo fazer um de seus cursos de pós-graduação online. A presente publicação continuará solidificar minhas convicções bíblico-teológicas e/ou missiológicas com toda certeza. Que alegria, parabéns a todos.

  • Matheus Peixe
    Postado em 15:26h, 21 junho

    Muito legal a iniciativa! Que Deus possa usá-los poderosamente no partilhar de reflexões e informações relevantes para nós que estamos inseridos nos campos missionários. Nós da Missão Peixes somos gratos a Deus pela iniciativa e torcemos/ divulgamos o trabalho.